A Sociologia Comunitária do Cooperativismo do Brasil
Unesco e Desenvolvimento Humano
Código do livro: 176891
Categorias
Administração, Desenvolvimento Humano, Economia, Comércio, Condições Econômicas, Empreendedorismo
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 19942 vezes desde 22/11/2014
Versão
impressa
R$ 47,18
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 47,18
Versão
ebook
R$ 19,80
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 47,18
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

É estranho elaborar projetos para inclusão social de cidadãos carentes e em desvantagens humanas, nos fazendo assistir toda espécie de mazela social e econômica, difundida em larga escala, por omissões da administração pública quase perpétuas, e cristalizada ferrenhamente no íntimo e na vida do irmão, próximo e excluído.

Deveria ser em “ato contínuo” pelo exercício de políticas públicas – suprapartidárias e holísticas - elaboradas para suprir a cidadania, sempre altruisticamente viabilizadas e incluídas nos orçamentos e nas obras.

Agora que o poder público passou a perceber que existem seres humanos em exclusão, estratégias de atuação estão sendo validadas por experimentação calculada, e investimentos para fins sociais começam a assumir uma nova ética política no Estado, exclusivamente “por projetos”.

Nós da ABRACOOP dedicamos nossa contribuição ao resgate do homem esquecido na selva urbana e nas intempéries do abandono. Dedicamos a nossa convicção e saber a elevar corações perdidos em busca da esperança de renovação e de desenvolvimento humano e sustentado.

E ficamos sabendo, mais concretamente, que a maior estratégia de sobrevivência, de qualquer visão social, para os visionários de um mundo melhor, será efetiva se acontecer por meio da Cooperação – Criando as Células de Cooperação!

De outro modo Jesus poderia nos ter dito: “Fora da Cooperação não há Salvação!”.

Todo Prefeito deve ter a coragem de romper com esse estilo enganoso de se servir do cidadão, e cobrir ineficiências da administração pública, propondo o uso do Cooperativismo para permitir a remuneração do cidadão quando organizado em cooperativas dentro de Regiões Administrativas da prefeitura.

Esse novo paradigma vem promover o fechamento de um ciclo denominado de microeconômico, no qual o cidadão, além dos benefícios dos serviços e das obras em seu bairro, receberá a remuneração devida pelo valor do seu trabalho agregado na realização de benfeitorias em atendimento de suas necessidades, permitindo que o dinheiro recebido tenha mais possibilidades de circular.

O cooperativismo promove o fechamento de um ciclo denominado de microeconômico, no qual o cidadão, além dos benefícios, receberá a remuneração devida pelo valor do seu trabalho agregado na realização de benfeitorias em atendimento de suas necessidades, permitindo que o dinheiro recebido tenha mais possibilidade de circular.

O ciclo microeconômico está relacionado ao fechamento do caminho entre o pagamento dos seus impostos e a sua participação trabalhista nos projetos priorizados e orçados para o seu bairro, via cooperativa local para serviços gerais.

A cooperativa pode ter como objetivo social o atendimento de vários serviços gerais e obras na sua comunidade, relacionados à preservação e manutenção de áreas urbanas, de acordo com as necessidades do seu bairro ou de sua Região Administrativa e de elaboração de produtos caseiros e artesanatos.

Conheça o método desenvolvido pela ABRACOOP, hoje Cooperativismo do Brasil, em 2002 na cidade de São Paulo - Capital.

Características
Número de páginas 94
Edição 1 (2014)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Lewton Burity Verri

PÓS GRADUAÇÃO - UBM - Centro Universitário de Barra Mansa - RJ

Pós Graduação em Licenciamento e Gestão Ambiental

Barra Mansa / RJ – Brasil - 2011 – 2012 – Concluído em outubro/2012

GRADUAÇÃO - UFF - Universidade Federal Fluminense

Engenharia Industrial Metalúrgica - Volta Redonda / RJ – Brasil - 1972 – 1974 e Básico de Engenharia Mecânica na Escola Naval, de 02/02/1970 a 02/02/1972.

EMPRESAS EM QUE TRABALHEI: CSN, SERCO, ABRACOOP, FACULDADE ANGLO LATINO - SP, FACULDADE SUL FLUMINENSE.

CARGOS EXERCIDOS: De engenheiro estagiário a engenheiro sênior, na industrialização, com atuação na alta administração: foi assessor técnico da Presidência, foi Vice Presidente e Diretor Técnico de empresa de engenharia, foi Presidente de ONG, Professor do Ensino Superior.

Possui 48 mil horas em engenharia industrial e metalúrgica, administração da produção e do controle da qualidade, assistência técnica aos clientes, especificação de processos siderúrgicos, auditorias da qualidade, projetos e desenvolvimento de novos produtos, projetos de experimentos laboratoriais e industriais, controle estatístico e planejamento da produção, exportação de produtos, normalização e padronização de produtos e processos, desenvolvimento de sistemas de informações, desenvolvimento de sistemas de controle da qualidade, pesquisas, estudos científicos e projetos de experimentos, implantação de ISO 9000, ISO - 14000, implantação de TQC - Total Quality Control (especialização no Japão – 1991 – 180 horas), implantação de CCQ - Círculos de Controle da Qualidade e assessoramento técnico da presidência da CSN e do Conselho de Administração.

Engenheiros Blog: www.engenheiros.blog.br

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 41,69
Ebook
R$ 19,80
Impresso
R$ 39,58
Ebook
R$ 14,85
Impresso
R$ 33,64
Ebook
R$ 17,65
Impresso
R$ 37,56
Impresso
R$ 36,49
Impresso
R$ 35,79
Ebook
R$ 14,85
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

4 comentários
Sidnei ismail
Sábado | 29.11.2014 às 09h11
parabéns pelo livro
Sidnei ismail
Sábado | 29.11.2014 às 09h11
parabéns pelo livro
Sidnei ismail
Sábado | 29.11.2014 às 09h11
parabéns pelo livro
Sidnei ismail
Sábado | 29.11.2014 às 09h11
parabéns pelo livro